quarta-feira, 2 de novembro de 2016

5ª etapa decide campeões do ECPA de Arrancada

0 comentários
Nos dias 4, 5 e 6 de novembro, o Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo realiza a quinta e última etapa do Campeonato ECPA de Arrancada. As provas que marcam o encerramento do certame acontecerão na reta de 201 metros do autódromo localizado em Piracicaba, no interior de São Paulo.

Das 20 categorias em disputa, a maioria está em aberto, com vários competidores mantendo chance de conquistar o título da temporada 2016. “O campeonato, que é todo realizado no autódromo do ECPA, ainda mais indefinido, principalmente nas categorias em que a quantidade de competidores é maior”, afirmou a organizadora Daniella Giannetti.

As brigas mais acirradas estão na Standart, em que dois pontos separam os três primeiros colcoados: Marcel Nogueira Tenore (9 pontos), Luiz Fernando Lopes (8) e Luiz Fernando Ferreira (7).

Já na Dianteira Turbo C, Alexssandro Cecchini, vencedor da última etapa, lidera com 20 pontos, Thiago Barnabé (15), Nilton Alves Oliveira (14) e Thiago Cirillo Falh (13). Todos têm chances reais de ficar com o título.

Com a maior quantidade de pilotos, a categoria Dianteira Turbo B vem sendo liderada por Adriano Guizzardi Cordeiro, que tem 19 pontos, seguido por Rafael Souza Silva, com 15. A terceira colocação é dividida por Renato Carvalho Lima e Luiz Carlos Angeli Jr., ambos com 11 pontos e chances matemáticas.

Nas duas categorias Desafio, de 9 segundos e de 8.5 segundos como tempo mínimo de referência, o equilíbrio também impera. Na Desafio 9, Edgar Ferreira Nunes Junior tem 20 pontos e Robison Roberto Mai está com 16. Em terceiro, com uma vitória e 11 pontos, aparece Thiago Torres.

Mas o equilíbrio se acentua na Desafio 8.5, em que seis pilotos estão separados por apenas cinco pontos. Wyrllen Jamie da Silva lidera, com 13 pontos, Cleber Willi Ferreira segue em segundo, com 11, e na sua cola aparece João Augusto Mellega Junior, com 10. Empatados com oito pontos, na quarta colocação seguem Silvio Romano Viaro, Diego Augusto Bergamin e Marcelo Camargo Broi.

Com uma vitória e dois segundos lugares, Cleiton Fernandes lidera na Turbo Traseira A, com 20 pontos. Pedro Alexandre Nunes é o segundo, com 14.

Na Traseira Street Turbo (TST), Alan Fontes tem 17 pontos e Alexandre Castanheira, 10. Palmo a palmo marca a briga pela liderança na Dianteira Original, em que João Ricardo Mechi tem 8 pontos e Rafael Bortoluzzo, 6.

Na Força Livre Traseira, Luiz Figueiredo, o Aranha, e Nilson Barbosa estão empatados, com 8 pontos. Mesma situação na Extreme, com Carlos Jose Pinheiro e Marcio Vieira empatados com a mesma pontuação (8).

Campeão antecipado
Somando 26 pontos após vencer todas as três etapas disputadas até aqui, Edvan Hilário de Meneses destoou dos demais na Dianteira Turbo A e já conquistou o título antecipadamente.

Serviço
Acompanhe as novidades do Campeonato ECPA de Arrancada no site www.ecpa.com.br.
A competição conta com supervisão da LPA (Liga Paulista de Automobilismo).
Mais informações pelo facebook.com/ecpabrasil e e-mail para ecpa@ecpa.com.br.

Texto e créditos: Engenho da Notícia
Continue lendo →
segunda-feira, 31 de outubro de 2016

7 mitos e verdades sobre os carros da Fórmula 1

0 comentários
As corridas de Fórmula 1 atraem milhares de fãs ao redor do mundo. Os carros superpotentes que andam em alta velocidade na mão de pilotos habilidosos chegam quase a hipnotizar na pista. Não é à toa que esse esporte conquista cada dia mais seguidores e pessoas que acompanham todas as corridas.
Apesar de ser bastante conhecido e divulgado, ainda existem muitos mitos que rondam esse cenário, sedo preciso diferenciar o que real do que é invenção. Por isso, veja alguns mitos e verdades sobre a Fórmula 1.
A gasolina usada pela Ferrari na Fórmula 1 é a mesma vendida nos postos
Mito
A gasolina usada em carros de corrida tem um composição diferenciada por conta das taxas de compressão. Sem falar que no Brasil, a gasolina deve ter 25% de etanol na sua composição, sendo necessário criar um combustível específico para atender ao nosso mercado. Apesar disso, alguns dos componentes são os mesmos.
Vale lembrar, lógico, que esses modelos possuem tratamento especial em todos os sentidos e cada equipamento de segurança – desde um rastreador veicular até um medidor de velocidade - utilizado será diferente, não somente o combustível.
O carro chega no pit stop a 80 km/h
Verdade
Os carros chegam em alta velocidade no pit stop e precisam parar na hora e na marcação certa. Para conseguir isso sem causar acidentes, o piloto precisa treinar bastante, assim como a equipe de mecânicos que fará a manutenção.
Os pneus são mantidos em uma temperatura de 80º C antes de serem colocados no carro
Verdade
Os pneus ficam aquecidos para evitar a diferença de temperatura e correr o risco de serem danificados na corrida. Para isso, ficam envolvidos em mantas térmicas até serem trocados.

Os pilotos ficam praticamente deitados para caberem nos carros
Verdade
Dirigir um carro de Fórmula 1 é bem diferente de um carro de passeio porque eles foram projetados para atingir o máximo de velocidade. O piloto precisa ficar com o centro de gravidade o mais baixo possível e próximo ao chão. Sem falar que toda a estrutura é feita sobre medida para poupar espaço e diminuir o peso do carro.
O volante é parecido com o do carro comum
Mito
O volante do carro de Fórmula 1 é essencial para que o piloto possa medir o seu desempenho durante uma corrida, sendo equipado com diversos recursos e luzes. Apesar da visão do volante não ser muito clara devido à posição do piloto, ele é fundamental e um ótimo instrumento de orientação.
Quando acontece um acidente na corrida todo o carro é descartado
Mito
Muitas vezes é possível utilizar uma parte do veículo acidentado. Motor, chassi e conjunto de transmissão podem ser reaproveitados, se aprovados em todos os testes. Porém, a parte elétrica, cabos e fibras de carbono são dispensadas.
Para você ter uma ideia, em um acidente que aconteceu com o piloto espanhol Fernando Alonso no mês de março de 2016, no qual, ao fazer uma curva, colidiu com a traseira de outro veículo a mais de 312 km/h, o conserto do veículo ficou, aproximadamente, R$ 1,2 milhão, segundo o jornal espanhol Marca.
Felizmente, o piloto saiu ileso, mas viu como pode sair caro fazer a manutenção desse tipo de veículo? Sorte a sua que para carros comuns existe o seguro de auto, que pode evitar grandes prejuízos também para o seu bolso, não é mesmo?
Os carros devem ser o mais leves possíveis
Mito
Ter um carro leve é importante para garantir um bom desempenho, porém ele deve respeitar o mínimo de 605 kg com o piloto dentro e o tanque vazio. Esse peso é necessário para garantir uma boa estabilidade e que o carro saia da pista durante uma corrida.
 
E você, tem mais alguma dúvida sobre os carros da Fórmula 1?
Fonte, texto, fotos e créditos dessa matéria são de responsabilidade de: seguroauto.org
Continue lendo →
quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Grupo de mídia dos EUA compra a categoria Fórmula 1

0 comentários
Em uma das maiores mudanças na Fórmula 1 nas últimas décadas, o grupo americano Liberty Media anunciou nesta quarta-feira a aquisição da principal categoria de automobilismo do mundo. A negociação, que atinge a cifra de 8 bilhões de dólares (mais de 25 bilhões de reais), pode trazer mudanças de impacto na F1, como a saída de Bernie Ecclestone, a maior presença da categoria nos Estados Unidos e uma nova forma de gestão da marca Fórmula 1.

Em comunicado, a Liberty Media anunciou a compra imediata de 18,7% das ações da CVC Capital Partners, que detém o controle da categoria desde 2006. O grupo americano pagou em dinheiro 746 milhões de dólares (2,4 bilhões de reais) neste primeiro acerto da negociação. A finalização total do acordo deve acontecer no primeiro quadrimestre de 2017. Com o acerto, a Liberty Media assume as dívidas da F1, estimadas em 4,1 bilhões de dólares (mais de 13 bilhões de reais).

Pelo acordo, a CVC Capital Partners seguirá como acionista da F1, porém sem o controle total e sem poder decisório sobre a categoria. Quando todas as negociações forem finalizadas, o grupo americano será renomeado para Formula One Group.

Até lá Bernie Ecclestone, o chefão da categoria, será mantido no poder. O britânico de 85 anos, que reinou na F1 pelos últimos 40 anos, continuará sendo o CEO pelos próximos três anos. Mas agora responderá a um novo chefe. Chase Carey será o novo presidente do grupo, substituindo Peter Brabeck-Letmathe, que permanecerá no conselho administrativo.

“Estou empolgado para assumir essa função na F1 e ter a oportunidade de trabalhar ao lado de Bernie Ecclestone, da CVC, e do time da Liberty Media. Eu admiro muito a F1 como uma franquia global de entretenimento esportivo, que atrai centenas de milhões de fãs a cada temporada, de todas as partes do mundo”, disse Carey.

Novo comando — O novo presidente é aguardado com ansiedade pelo conselho da F1 em razão da grande experiência com mídia. Atual vice-presidente da 21st Century Fox e diretor da Sky News, ele deve dar uma nova visão de entretenimento para a categoria de automobilismo, que vem sofrendo com quedas de audiência e público nos últimos anos. “Eu vejo grande oportunidade de ajudar a F1 a desenvolver e prosperar em benefício do esporte, dos fãs, das equipes e dos investidores.”

Perto de se despedir da F1, algo que sempre pareceu improvável dentro da categoria, Ecclestone não se mostrou abalado com a grande mudança. “Gostaria de dar as boas-vindas a Liberty Media e a Chase Carey à Fórmula 1. Estou ansioso para começar a trabalhar com eles”, declarou Ecclestone.

A saída do britânico, que deve acontecer somente em 2019, dá esperanças aos fãs que esperam ver renovação na categoria, principalmente no contato com o público. As dificuldades enfrentadas pela F1 com divulgação na internet e nas redes sociais sempre foram vistas como responsabilidade direta de Ecclestone, resistente à mudanças na categoria.

A venda da F1 para o grupo de mídia americano ainda está sujeito a aprovação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e de entidades reguladoras da Europa.

fonte: Veja.com
Continue lendo →
quarta-feira, 20 de abril de 2016

4ª etapa do Paulista: Corridas durante todo o final de semana!

0 comentários
O Bandeirantes Motor Sport Club, organizador da próxima etapa do Campeonato Paulista de Automobilismo - Velocidade no Asfalto, divulgou recentemente a programação completa da etapa, que transcrevemos aqui.

Vá ao autódromo, pois os portões são abertos ao público gratuitamente
 
Sexta, 22/04/2016 a partir das 8:00 da manhã já tem carro na pista, com os seguintes treinos livres:
 
Das 08:00 às 08:30 hs. e das 12:40 às 13:10 hs. - Fórmula Vee
Das 08:40 às 09:20 hs. e das 13:20 às 14:00 hs. - Classic Cup / Tur. N Speed / Tur. N / Hist. D68
Das 09:30 às 10:00 hs. e das 14:10 às 14:40 hs. - Fórmula 1600
Das 10:10 às 10:50 hs. e das 14:50 às 15:30 hs. - Marcas e Pilotos - Super / Light / Novatos
Das 11:00 às 11:40 hs. e das 15:40 às 16:20 hs. - Sprint Race
Das 11:50 às 12:30 hs. e das 16:30 às 17:10 hs. - Força Livre
 
 
 Sabadão, mais treinos e classificações:

07:40 às 08:05 hs. - Fórmula Vee
08:10 às 08:50 hs. - Treino Livre - Sprint Race
08:55 às 09:20 hs. - Classic Cup / Tur. N Speed / Tur. N / Hist. D68
09:25 às 09:40 hs. - Fórmula 1600
09:45 às 10:10 hs. - Marcas e Pilotos - Super / Light / Novatos
10:15 às 10:40 hs. - Força Livre
10:45 às 11:25 hs. - Treino Livre - Sprint Race
16:20 às 16:30 hs. - Classificação - 1º Grupo - Sprint Race
16:40 às 16:50 hs. - Classificação - 2º Grupo - Sprint Race

Ainda no sábado, o bicho pega, com corridas valendo pontuação:

Às 11:35 hs. - Abertura de Box para FORMULA VEE
Às 11:40 hs. - Fechamento de Box
Às 11:45 hs. - Largada para FORMULA VEE - 12 voltas ou 30 Minutos
Às 12:30 hs. - Abertura de Box para CLASSIC CUP / TURISMO N SPEED / TURISMO N / Hist. D68
Às 12:35 hs. - Fechamento de Box
Às 12:40 hs. - Largada para CLASSIC CUP / TURISMO N SPEED / TURISMO N / HIST. D68 - 15 vts ou 30 Min.
Às 13:30 hs. - Abertura de Box para FÓRMULA 1600
Às 13:35 hs. - Fechamento de Box
Às 13:40 hs. - Largada para FÓRMULA 1600 - 1ª Bateria - 12 voltas ou 30 minutos
Às 14:30 hs. - Abertura de Box para MARCAS E PILOTOS
Às 14:35 hs. - Fechamento de Box
Às 14:40 hs. - Largada para MARCAS E PILOTOS - 1ª Bateria - 16 voltas ou 40 minutos
Às 15:30 hs. - Abertura de Box para FORÇA LIVRE
Às 15:35 hs. - Fechamento de Box
Às 15:40 hs. - Largada para FORÇA LIVRE - 1ª Bateria - 15 voltas ou 30 minutos
Às 17:00 hs. - Abertura de Box para FÓRMULA 1600
Às 17:05 hs. - Fechamento de Box
Às 17:10 hs. - Largada para FÓRMULA 1600 - 2a Bateria - 12 voltas ou 30 minutos

E domingo, fecha o evento com mais corridas: 

Às 08:30 hs. - Abertura de Box para FORÇA LIVRE
Às 08:35 hs. - Fechamento de Box
Às 08:40 hs. - Largada para FORÇA LIVRE - 2ª Bateria - 15 voltas ou 30 minutos
Às 09:30 hs. - Abertura de Box para SPRINT RACE
Às 09:35 hs. - Fechamento de Box
Às 09:40 hs. - Largada para SPRINT RACE - 1ª Bateria - 23 minutos + 1 volta
Às 10:30 hs. - Abertura de Box para CLÁSSICOS DE COMPETIÇÃO
Às 10:35 hs. - Fechamento de Box
Às 10:40 hs. - Largada para CLÁSSICOS DE COMPETIÇÃO - 12 voltas ou 30 minutos
Às 11:30 hs. - Abertura de Box para MARCAS E PILOTOS
Às 11:35 hs. - Fechamento de Box
Às 11:40hs. - Largada para MARCAS E PILOTOS - 2ª Bateria - 16 voltas ou 40 minutos
Às 12:30 hs. - Abertura de Box para SPRINT RACE
Às 12:35 hs. - Fechamento de Box
Às 12:40 hs. - Largada para SPRINT RACE - 2ª Bateria - 23 minutos + 1 volta
 
 
 
E quem quer correr lá em Interlagos com seu próprio carro, não perca: 

 Das 13:30 às 17:30 hs. - TRACK DAY PAULISTA - CRAZY FOR AUTO
 
Continue lendo →
terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Pilote um carro de corrida em um autódromo, com seguro!

0 comentários
Que tal dirigir um carro de automobilismo, desfrutando de toda a infraestrutura de uma corrida profissional com autódromo, mecânicos, equipamentos e sistemas de segurança?

Foi pensando em proporcionar essa experiência, que foi criado o Drive Day!

Ao longo de um dia você vai conhecer a Fórmula Vee, a mais tradicional modalidade do automobilismo que despertou a paixão de grandes campeões como Niki Lauda e Emerson Fittipaldi.

Para isso, você será preparado por profissionais qualificados para pilotar um verdadeiro carro de corrida, conhecendo os detalhes da categoria como equipamento, custos, requisitos, itens de segurança, documentação exigida para ser um piloto filiado à FASP (Federação de Automobilismo de São Paulo).

O evento é realizado no autódromo Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo – ECPA, em Piracicaba (SP), com traçado de 2.100 metros. De sentido horário e elevado nível técnico, o circuito possui 09 curvas e 04 retas, tendo subidas e descidas.

Entre as várias medidas tomadas para garantir a segurança dos participantes, os carros são preparados com uma limitação no giro do motor, a fim de reduzir riscos de acidente especialmente durante o conhecimento dos traçados de curva.

Mais informações: http://www.driveday.com.br

Data do evento: 27/02/2016
Continue lendo →